quinta-feira, 19 de abril de 2018

Abscesso pós vacinal.


  • Abscesso pós vacinal é uma coleção circunscrita de pus que neste postamento refere-se a uma consequência de uma vacinação que deixou a desejar no aspecto profilático e higiênico sanitário, onde envolveu  seringa e agulhas mal esterilizada e o tecido sub cutâneo, com presença de pus envolvendo uma parede ou capsula de tecido fibroso (membrana piogênica) que separa do tecido circunvizinho. Os abscesso variam desde milimétricos até como neste caso onde o abscesso apresentava-se de mais ou menos 10 cm de diâmetro.

terça-feira, 17 de abril de 2018

Fotossensibilização. em bovino

Esta patologia trata-se de uma condição de uma alteração cutânea de certa importância em veterinária. O bovino mostra uma exagerada sensibilidade à luz, pela ação de um agente fotossensibilizante. Os animais com esta anormalidade mostram fotofobia e procuram os locais sombrios. As lesões cutâneas geralmente ficam confinadas às regiões desprovidas de pigmento ou pobremente pigmentadas e são denominadas fotodermatites. Inicialmente tem uma hiperemia de áreas circunscritas da pele, o qual é seguido de edema, onde a fase de necrose cutânea é a final do processo com mostra as fotos do animal. De maneira geral as lesões exalam muito mau odor, o que muitas vezes basta para denunciar a presença do animal. Esta enfermidade tem varias causas como as porfirinas, filoeritrinas, pigmentos ingeridos pelo próprio animal como acredita-se ser este a causa desta fotossensibilização devido ser o animal criado em regime de pastos de braquiária.   




Abscesso hepático em suíno

É uma inflamação purulenta também chamada supurativa circunscrita de pus envolvendo o tecido hepático. Depois de formado, a coleção purulenta é circunscrita por uma parede ou capsula de tecido fibroso (membrana piogênica) que separa do tecido circunvizinho. O tamanho dos abscessos hepáticos varia desde formações milimétricas a volume quase ilimitados. Os abscessos hepáticos, a menos que circundados por uma membrana muito fina, tendem a projetar-se no parênquima hepático em direção da parte menos resistente. Se estão localizados próximo à superfície hepática, tendem sofrer ruptura projetando-se para o abdome levando a uma peritonite supurada. As hepatites purulentas constituem as mais graves formas de inflamações hepáticas. São produzidos em geral por germes piogênicos. Na características macroscópicas o principal constituinte do exsudato é o pus que pode ser branco, amarelo, verde, vermelho ou azulado, dependendo da especie animal e do agente etiológico. Estreptococos e estafilococos geralmente produzem pus branco ou amarelo como mostra a foto. O pus é avermelhado quando existe sangue no exsudato.