quarta-feira, 28 de março de 2012

Doença do fígado grande nas aves.


A hepato megalia nas galinhas pode ser devido à congestão, hiperplasia, metamorfose gordurosa   e principalmente devido à neoplasia, e neste caso da fotografia a hepato megalia se deve a uma neoplasia bastante comum nas aves que é chamada doença do fígado grande ou leucose visceral ou ainda denominada linfomatose visceral, sendo a forma mais comum da leucose aviária, geralmente observada no período de postura. Observa-se clinicamento nestas aves a crista e barbelas pálidas e reduzidas de tamanho, perda de apetite, ascite, e há aparecimento do chamado peito em faca, onde há uma completa hipotrofia dos músculos peitorais e saliência do externo. À necropsia há grande variedade de lesões como: lesões hepáticas de forma difusa como mostra a fotografia ou pode apresentar também lesões focais ou nodulares no fígado. Pode observar espleno megalia, nefromegalia e ovários bastante aumentados de tamanho, além de nódulos no miocárdio,  e lesões nodulares no proventriculo, moela, pulmão e testículo.  Deve-se fazer diagnóstico diferencial com tuberculose e pulorose. Na tuberculose hepática e esplênica as formações nodulares são amareladas, caseosa, rangem-se ao corte, e soltam-se com facilidade do parênquima, o que não acontece com a linfomatose visceral ou fígado grande que tem uma superfície de corte homogênea. Os nódulos da pulorose são acompanhados por alterações inflamatórias e congestivas. Quero nesta postagem agradecer ao 9º período do primeiro semestre do ano de 2012 da Unipac de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, que elaboraram a necropsia desta ave.

Nenhum comentário:

Postar um comentário